14.5.11

Oligodendroglioma

a definição:

São tumores de hemisfério cerebral de adultos, com incidência menor que os astrocitomas e glioblastomas, correspondentes à cerca de 10 a 15 % dos gliomas. Possuem características clínicas e radiológicas, com crises convulsivas e normalmente apresentam calcificações nos exames de imagem.

aspecto macroscópico: formam massas acinzentadas, geralmente melhor delimitadas que os astrocitoma, sendo comuns as calcificações. O aspecto histológico é característico. São formados por oligodendrócitos, que são células pequenas, com núcleo redondo e citoplasma claro, geralmente com halo vazio em volta do núcleo (aspecto de ovo frito). A impressão é de regularidade. Os vasos são delicados, com ramificação dicotômica, com formação de trama comparada à tela de galinheiro. Geralmente não se observa a proliferação endotelial característica dos glioblastomas. Embora sejam relativamente bem delimitados e histologicamente diferenciados, tendem a recidivar após a retirada cirúrgica, já que esta só raramente pode ser completa. O grau de malignidade dos oligodendrogliomas comuns é grau II – OMS e pode aumentar nas recidivas, passando a grau III – OMS, ou oligodendroglioma anaplásico.

Podem ser divididos em dois subtipos histológicos (estrutura tecidual):

oligodendroglioma de baixo grau: a origem deste tumor proporciona menor agressividade histológica e biológica quando comparado a tumores astrocíticos. Por isso seu prognóstico é muito favorável, sendo a sobrevida superior a 15 anos (90% dos casos), quando ressecado (extirpado) cirurgicamente de forma completa. Existe potencial de transformação maligna, porém, mesmo os agressivos respondem bem aos tratamentos adicionais (radio e quimioterapia). O tratamento de escolha é o cirúrgico, principalmente, sendo a radioterapia e quimioterapia reservadas somente com o sinal de progressão da lesão ou transformação. Ressonâncias de controle são necessárias anualmente ou quando as crises convulsivas tornarem-se mais freqüentes ou fora de controle.

oligodendroglioma anaplásico: a anaplasia dá um caráter mais agressivo ao tumor, porém novamente, quando comparado ao astrocitoma anaplásico, sua sobrevida é maior, uma média de 5 a 8 anos na maioria dos pacientes. A cirurgia deve ser a mais ampla possível e obrigatoriamente seguida por radioterapia e quimioterapia. O esquema quimioterápico classicamente utilizado e que apresenta maior resultado é o PCV (P=procarbazina, C=carmustina, V=vincristina) mensal.

fonte

1 comentário:

Corpo Zen disse...

Cara Manu,

Gostaria de a alertar para o facto de "Corpo Zen" ser uma marca registada e como tal não pode ser utilizada por mais ninguém além de mim que a registei. Pode verificar que esta já se encontra online desde 2007, atravésdo site "www.corpozen.pt"

entende que seja um pouco chato para si alterar o nome mas na verdade não o pode continuar a utilizar a Marca Corpo Zen, uma vez que está registado por mim.

Agradeço que retire o seu Blog do ar ou que lhe altere o nome.

Pode verificar aqui http://servicosonline.inpi.pt/pesquisas/main/marcas.jsp?lang=PT
fazendo a pesquisa da Marca e verificar que está registada.

Obrigado e as minhas desculpas por qualquer incómodo causado.

Victor Ferreira
www.corpozen.pt
+351 91 877 36 64